O que está errado e o que está certo com o ensino de Geografia nos EUA?

  • Michael J. Passow

Resumo

A educação geográfica nos Estados Unidos geralmente recebe menos atenção do que outros tópicos. Pesquisas têm demonstrado que estudantes não possuem a proficiência adequada em Geografia. O nível de letramento geográfico da população em geral possui implicações significativas para a competitividade e para as decisões a níveis nacionais e internacionais. Este trabalho avalia os fatores que levam às deficiências no ensino de geografia nos Estados Unidos, incluindo a falta de ênfase dada à disciplina em comparação com outros tópicos, o treinamento de professores, o design dos currículos e as altas taxas de mobilidade estudantil. O texto também avaliar tendências positivas, incluindo o desenvolvimento de padrões mais rigorosos para o aprendizado de habilidades da geografia, o suporte de organização e de agências estatais que estimulam o interesse e a participação dos estudantes em avaliações e concursos. O trabalho examina os recursos seletivos para o ensino e aprendizado de habilidades e conceitos de geografia, geralmente disponíveis online por agências federais e não-governamentais. Finalmente, o texto considera o potencial de aprendizado geográfico através de ambientes não formais, a exemplo de museus e da mídia de massa.

Publicado
2017-10-18
Como Citar
PASSOW, Michael J.. O que está errado e o que está certo com o ensino de Geografia nos EUA?. Revista Espinhaço | UFVJM, [S.l.], p. 41-49, out. 2017. ISSN 2317-0611. Disponível em: <http://www.revistaespinhaco.com/index.php/journal/article/view/152>. Acesso em: 19 nov. 2017.
Seção
Artigos