Implicações Geológicas e Ecológicas para Assentamentos Humanos Pretéritos – Estudo de Caso no Complexo Arqueológico Campo das Flores, Área Arqueológica de Serra Negra, Vale do Araçuaí, Minas Gerais.

  • Marcelo Fagundes
  • Mirian Liza Forancelli Pacheco
  • Alexandre Christófaro Silva
  • Hernando Baggio
  • Lucas de Souza Lara

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar os procedimentos técnico-metodológicos utilizados pela equipe do LAEP/UFVJM para caracterização geoambiental do Comple xo Arqueológico Campo das Flores, um dos componentes da Área Arqueológica de Serra Negra, Nordeste de Minas Gerais. Também conta com reflexões que com base na integraç ão de dados da cultura e ambiente. Para tanto, foram realizadas diferentes campanhas de campo (caracterização geológi ca e geomorfológica, análise de sedimentos, identificação de fauna recente, entre outros procedimentos) para a obtenção de dados que cooperassem para o entendimento do repertório cultural e proces sos de implantação dos vinte e um sítios que compõe m o Complexo. A intenção é coligir dados da natureza e cultura aplicando-se conceitos trabalhados há muito na literatura tais como: lugar e paisagem, forrageamento, mobilidade, entre outros. 

Referências

[1] ALKMIM, F. F.; MARTINS-NETO, M. A. A Bacia Intracratônica do São Francisco: arcabouço estrutural e cenários evolutivos. In: Pinto, C. P.; Martins Neto,
M. A. Bacia do São Francisco: geologia e recursos naturais. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Geologia ,v. 38, n. 2, p. 9-30, 2001.

[2] BETTINGER, R. L. Archaeological Approaches to Hunter-Gatherers. Annual Review of Anthropology, v. 16, n. 1, p. 121-142, 1987.

[3] BINFORD, L. R. Willow Smoke and Dogs' Tails: Hunter-Gatherer Settlement Systems and Archaeological Site Formation. American Antiquity, v. 45, n. 1, p. 4-20, 1980.

[4] BINFORD, L. R. Mobility, Housing, and Environment: A Comparative Study. Journal of Anthropological Research, v. 46, n. 2, p. 119-152, 1990.

[5] CARTER, P. L. The Effects of Climatic Change on Settlement in Eastern Lesotho during the Middle and Later Stone Age. World Archaeology, v. 8, n. 2, p. 197-206, 1976.

[6] CORRÊA, C.; CORNETA, C.M.; SCULTORI, C.; VON MATTER, S. Síndromes de dispersão em fragmentos de cerrado no município de Itirapina/SP. Unicampi, Campinas, 2007. Disponível em:
Acesso em: 11 set. 2012

[7] DIAS, A. S.; JACOBUS, A. L. Caçadores-coletores de floresta sub-tropical no Holoceno Antigo, Rio Grande do Sul, Brasil. In: XI Congreso Nacional De Arqueología Uruguaya. Cidad Del Salto, 2005.

[8] EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Brasília: Embrapa Produção de Informação - Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2006.

[9] FAGUNDES, M. Sistema de assentamento e tecnologia lítica: organização tecnológica e variabilidade no registro arqueológico em Xingó, Baixo São Francisco, Brasil. (Tese de Doutoramento) Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, MAE/USP, 2007.

[10] FAGUNDES, M. O conceito de paisagem em Aqueologia – os lugares persistentes. Holos Environment, v. 9, n. 2, p. 135-149, 2009.

[11] FAGUNDES, M. As Relações e Conexões entre Arqueologia e Paisagem: do contexto arqueológico ao contexto sistêmico sob a ótica dos lugares persistentes. Rio de Janeiro: Anais II Simpósio Arqueologia na Paisagem, Conferência Magistral, 2011. Disponível em:
Acesso em: 11 set. 2012

[12] FAGUNDES, M.; LARA, L. S.; LEITE, V. A. Paisagem cultural da Área Arqueológica de Serra Negra, Vale do Araçuaí, Minas Gerais: os Sítios do Complexo Arqueológico Campo das Flores, municípios de Senador Modestino Gonçalves e Itamarandiba. Tarairiú, Revista Eletrônica do Laboratório de Arqueologia e Paleontologia da UEPB, v. 1, n. 5, (no prelo), 2012.

[13] FERREIRA, E. Conjuntos estilísticos da Serra dos Índios: Estudo da arte Rupestre do Alto Jequitinhonha, Planalto de Minas, MG. Diamantina-MG: UFVJM, Faculdade Interdisciplinar em Humanidades, Bacharelado em Humanidades (Trabalho de Conclusão de Curso), 2011.

[14] HAWKES, K.; HILL, K.; O'CONNELL J. F. Why Hunters Gather: Optimal Foraging and the Ache of Eastern Paraguay. American Ethnologist, v. 9, n. 1, p. 379-398, 1982.

[15] HAWKES, K.; O’CONNELL, J. On Optimal Foraging Models and Subsistence Transitions. Current Anthropology, v. 33, n. 1, p. 63-66, 1992.

[16] HORAK, I..; VIDAL-TORRADO, P., SILVA, A C.; PESSENDA, L. C. R. Pedological and isotopic relations of a highland tropical peatland, mountain range of the Espinhaço Meridional (Brazil). Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 35, n. 1, p. 41–52, 2011.

[17] ISNARDIS, Andrei. Entre as pedras: as Ocupações Pré-históricas recentes e os Grafismos Rupestres da Região de Diamantina, Minas Gerais. (Tese de Doutoramento). São Paulo: Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, MAE/USP, 2009.

[18] KAPLAN, H.; HILL, K. The Evolutionary Ecology of food aquisition. In: WINTERHALDER, B.; SMITH,
E. A. (Eds.). Evolutionary Ecology and Human Behavior. New York. Aldine de Gruyter, p. 167-266, 1992.

[19] KELLY, R. L. 1983. Hunter-Gatherer Mobility Strategies. Journal of Anthropological Research, v. 39, n. 3, (pp. 277-306).

[20] KIPINIS, Renato. 2002. Foraging Societies of Eastern Central Brazil: An Evolutionary Ecological Study of Subsistence Strategies During the Terminal Pleistocene and Early/Middle Holocene. The University of Michigan, Tese (Doutorado em Antropologia Filosófica).

[21] LEITE, Valdiney. A. 2012. Estudo Diacrônico- Estilístico da Arte Rupestre do Sítio Itanguá 06, Complexo Arqueológico Campo das Flores, Vale Do Araçuaí, Minas Gerais. Diamantina-MG: UFVJM, Faculdade Interdisciplinar em Humanidades, Bacharelado em Humanidades, Trabalho de Conclusão de Curso.

[22] LINKE, Vanessa. 2008. Paisagem dos sítios de arte rupestre da região de Diamantina. Belo Horizonte: UFMG, Dissertação de Mestrado.

[23] LÓPEZ, G. E. J. 2002. La Ecología del Comportamiento como marco explicativo del consumo de recursos faunísticos en el Temprano de la Punta Salteña. In: Martinez, G.A. & Lanata, J.L. (Eds.). Perspectivas Integradoras entre Arqueología e Evolutíon: teoría, método y casos e aplicatíon. Série teórica, n.1. INCUAPA.

[24] LUPO, K. D. 2007. Evolutionary Foraging Models in Zooarchaeological Analysis: Recent Applications and Future Challenges. J Archaeol Res., v. 15 (pp. 143– 189).

[25] MAC ARTHUR, R.H.; PIANKA, E. R. On optimal use of a patchy environment. The American Naturalist, v. 100, n.1, p. 603-609, 1996.

[26] MARTÍNEZ-CORTIZAS, A.; PONTEVEDRA- POMBAL, X.; GARCÍA-RODEJA, E.; NÓVOA- MUÑOZ, J. C.; SHOTYK, W. Mercury in a Spanish Peat Bog: Archive of Climate Change and Atmospheric Metal Deposition. Science, v. 284, n. 5416, p. 939-942, 1999.

[27] PACHECO, M. L. F. Caracterização faunística do Complexo Arqueológico Campo das Flores. In: PAAJ. Relatório Final (2010-2012). Diamantina-MG: LAEP/UFVJM, 2012.

[28] PACHECO, M. L. A. F.; MARTINS, G. R.; AOKI, C.; PIATTI, L.; MONTEIRO, L.; LEIGUEZ- JUNIOR, E. A Zooarqueologia e as outras áreas do conhecimento: o estudo da arqueofauna resgatada no sítio Maracaju 1 sob uma perspectiva interdisciplinar. Revista de Arqueologia Americana. v. 1, n. 25 ,p. 277-314, 2008.

[29] PEDROSA-SOARES, A. C.; NOCE, C. M.; WIEDMANN, C. M.; PINTO, C. P. The Araçuaí- West-Congo Orogen in Brazil: an overview of a confined orogen formed during Gondwanaland assembly. Precambrian Research, v. 110, p. 307- 323, 2001.

[30] PREUCEL, R.W. & HODDER, I. Contemporary Archaeological Theory. Oxford: Blackwell, 1996.

[31] PIRES, Ubiratan. Análise tafonômica básica dos restos de vertebrados Holocênicos resgatados no sítio arqueológico Serra dos Índios, Diamantina, MG (Trabalho de Conclusão de Curso). Diamantina: UFVJM, Faculdade de Ciências Básicas e Saúde, Ciências Biológicas, 2012

[32] REDFORD, K. H.; FONSECA, G. A. B. The Role of Gallery Forests in the Zoogeography of the Cerrado's Non-volant Mammalian Fauna. Biotropica, v.18, n. 2, p. 126-135, 1986.

[33] RODRIGUES, M. T. A biodiversidade dos Cerrados: conhecimento atual e perspectivas, com uma hipótese sobre o papel das matas de galeria na troca faunística durante ciclos climáticos. In: SOUSA-SILVA, J. C.;

FELFILI, J. M. (Orgs.). Cerrado: Ecologia, biodiversidade e conservação. Scariot, A.; Brasília, DF. Ministério do Meio Ambiente, PROBIO, p.237- 246, 2005.

[34] SCHEEL-YBERT, R.; SOLARI, M. E. Macro-restos vegetais do Abrigo Santa Elina: Antracologia e Carpologia. In: Vilhena-Vialou, A. (Org.). Pré-história do Mato Grosso: Santa Elina, São Paulo: EDUSP, v.1, n. 1, p. 139-147, 2005.

[35] SCHLANGER, Sarah. Recognizing Persistent Places in Anasazi Settlement Systems. IN: ROSSIGNOL & WANDSNIDER. Space, Time, and Archaeological Landscapes. New York and London: Plenum Press , p. 91-112, 1992.

[36] SCHMITZ, P. I. Caçadores e coletores antigos no Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil. São Leopoldo: IAP-UNISINOS, 1984.

[37] SCHMITZ, P.I. Caçadores-coletores do Brasil Central. In: TENÓRIO, M .C. (Org.). Pré-História da Terra Brasilis. Rio de Janeiro: Editora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, p. 89-100, 2000.

[38] SHENNAN, S. Archaeology and Evolutionary Ecology. World Archaeology, v. 34, n. 1, p. 1-5, 2002.

[39] STEPHENS, D. W.; KREBS, J. R. Foraging theory. Princeton: Princeton Univ. Press, 1986.

[40] SILVA, A. C. Caracterização pedológica do Complexo Arqueológico Campo das Flores. In: PAAJ. Relatório Final (2010-2012). Diamantina-MG: LAEP/UFVJM, 2012.

[41] SILVA, A. C.; PEDREIRA, L. C. V.S. F.; ALMEIDA ABREU, P. A. Serra do Espinhaço Meridional: Paisagens e Ambientes. Belo Horizonte: O Lutador, 2005.

[42] STRAUS, L. G. Caves: A Palaeoanthropological Resource. World Archaeology, v. 10, n. 3, p. 331- 339, 1979.

[43] UHLEIN, A.; TROMPETTE, R. R.; ALVARENGA, C. J. S. Neoproterozoic glacial and gravitational sedimentation on a continental rifted margin: the Jequitaí-Macaúbas sequence (Minas Gerais, Brazil). Journal of South American Earth Sciences, v. 12, n. 1, p. 435- 451, 1999.

[44] VIEIRA, E. M.; MARINHO-FILHO, J. Pre- and Post- Fire Habitat Utilization by Rodents of Cerrado from Central Brazil. Biotropica, v. 30, n. 3, p. 491-496, 1998.

[45] WALTHALL, J. Rockshelters and Hunter-Gatherer Adaptation to the Pleistocene/Holocene Transition. American Antiquity, v. 63, n. 2, p. 223-238, 1998.

[46] WEISER, V. L.; GODOY, S. A. P. Florística em um hectare de Cerrado stricto sensu: Cerrado Pé-de- gigante, Santa Rita do Passa Quatro, SP. Acta Botânica Brasileira, v. 15, n. 2, p. 201-212, 2001.
Publicado
2017-03-04
Como Citar
FAGUNDES, Marcelo et al. Implicações Geológicas e Ecológicas para Assentamentos Humanos Pretéritos – Estudo de Caso no Complexo Arqueológico Campo das Flores, Área Arqueológica de Serra Negra, Vale do Araçuaí, Minas Gerais.. Revista Espinhaço | UFVJM, [S.l.], p. 41-58, mar. 2017. ISSN 2317-0611. Disponível em: <http://www.revistaespinhaco.com/index.php/journal/article/view/9>. Acesso em: 01 oct. 2020. doi: https://doi.org/10.5281/zenodo.3968893.
Seção
Artigos